Caruaru muda estratégia de vacinação contra sarampo para garantir doses para público mais vulnerável

 

Considerando a grande procura de vacinação em todas as unidades básicas de saúde, sobretudo, da população adulta, e um abastecimento insuficiente de vacinas por parte da IV Geres, a Secretaria de Saúde de Caruaru está priorizando a aplicação da tríplice viral em crianças de seis meses a menores de 20 anos e profissionais de saúde não vacinados ou sem comprovação vacinal.

A estratégia suspende, temporariamente, a vacinação para a população de 20 a 49 anos, levando em consideração que o público prioritário é mais vulnerável as complicações do sarampo.

“É importante destacar que é uma medida temporária. Apesar de termos atingido a meta para crianças de seis a 11 meses, com a aplicação de 2681 doses. O município precisa manter o saldo da vacina para garantir bloqueios vacinais em tempo oportuno, diante de novos casos suspeitos de sarampo que, por ventura, venham ser notificados”, explicou a secretária executiva da Atenção Básica, Lillian Leite.