Secretaria de Saúde de Caruaru realiza primeira etapa do mutirão de cirurgias

 

Dando continuidade ao processo de acelerar as filas de espera, agilizar o fechamento de diagnósticos e buscar uma resolutividade para as intercorrências de saúde da população, a Secretaria de Saúde de Caruaru deu início, nesta segunda-feira (09), a primeira etapa do Mutirão de Cirurgias.

Os procedimentos serão realizados na Casa de Saúde Bom Jesus e atenderá, neste primeiro momento, cirurgias gerais, ginecológicas e pediátricas, pois são as que possuem maiores filas, chegando até a um ano e oito meses de espera. Com o Mutirão de Cirurgias, Caruaru terá uma capacidade instalada de 45 procedimentos por semana e, uma média, de 200 cirurgias por mês, o que representa um aumento de 72% na oferta.

“A oferta dos procedimentos será analisada mensalmente conforme o perfil da fila. De todo modo, com o mutirão vamos agilizar os processos e a espera terá uma duração, média, de 60 dias”, explicou o secretário executivo da Atenção Especializada, Breno Feitoza. O mutirão será realizado em horários alternativos, de segunda a sexta no período da noite e aos sábados, das 7h às 17h.

É importante destacar que a gestão da prefeita Raquel Lyra tem a melhor média de cirurgias dos últimos cinco anos. Somente em 2019, até o mês de novembro, foram realizadas 2.259 cirurgias, o que representa, uma média, de 205 procedimentos por mês, onde, em 2014, foi de 91,5 cirurgias/mês.

“Este resultado só é possível devido a união de esforços que a prefeita vem fazendo desde o início de sua gestão. É preciso planejamento e investimento. Fizemos a reestruturação do bloco cirúrgico da Casa de Saúde Bom Jesus, contratamos novos cirurgiões, implantamos um sistema moderno de regulação que otimiza as vagas e diminui as faltas dos pacientes e com o mutirão vamos melhorar ainda mais a nossa oferta. Tudo isso pensando no bem-estar e na saúde da população”, disse o secretário de Saúde de Caruaru, Francisco Santos.

Para 2020, a segunda etapa do mutirão vai incluir o bloco cirúrgico do Hospital Municipal Manoel Afonso, o que vai continuar a expandir a oferta de cirurgias.